.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar GóngoraWie schwer es ist, die Schönheit zu begreifen! Günter Eich

viernes, 28 de junio de 2013

Carlos do Carmo - Um homem na cidade





UM HOMEM NA CIDADE

Agarro a madrugada
como se fosse uma criança,
uma roseira entrelaçada,
uma videira de esperança.
Tal qual o corpo da cidade
que manhã cedo ensaia a dança
de quem, por força da vontade,
de trabalhar nunca se cansa.

Vou pela rua desta lua
que no meu Tejo acendo cedo,
vou por Lisboa, maré nua
que desagua no Rossio.
Eu sou o homem da cidade
que manhã cedo acorda e canta,
e, por amar a liberdade,
com a cidade se levanta.

Vou pela estrada deslumbrada
da lua cheia de Lisboa
até que a lua apaixonada
cresce na vela da canoa.
Sou a gaivota que derrota
tudo o mau tempo no mar alto.
Eu sou o homem que transporta
a maré povo em sobressalto.

E quando agarro a madrugada,
colho a manhã como uma flor
à beira mágoa desfolhada,
um malmequer azul na cor,
o malmequer da liberdade
que bem me quer como ninguém,
o malmequer desta cidade
que me quer bem, que me quer bem.

Nas minhas mãos a madrugada
abriu a flor de Abril também,
a flor sem medo perfumada
com o aroma que o mar tem,
flor de Lisboa bem amada
que mal me quis, que me quer bem.


3 comentarios:

Paco Campos dijo...

el disco al que da título esta canción es una obra fundamental en la música portuguesa, un "fito", que supuso una nueva forma de ver el fado.

En los arreglos (y supongo que al piano) está el malogrado Sassetti, con el que Carlos do Carmo hizo otra obra maestra, al nivel (para mi gusto) de los duetos de Bill Evans y Tony Benett.


Obrigado pelo agasalho

Paco

El transcriptor dijo...

Paco, touché. Ése es uno de mis discos preferidos de música portuguesa. Tengo el LP, aunque ya lo escucho en CD. Un álbum perfecto con canciones maravillosas que me recuerda los años de la facultad.

No había caído en esa comparación con Bill Evans y Tony Bennett, pero me descubro. Es otro de los discos de cabecera.

Grande abraço.

Luis Leal dijo...

Pena que Sassetti já não está connosco! A sua parceria é de altíssimo nivel e acompanhou-me num momento da vida que nunca esquecerei: o nascimento do meu filho e a doença do meu avô. Abração!