.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar GóngoraWie schwer es ist, die Schönheit zu begreifen! Günter Eich

sábado, 19 de octubre de 2013

Toquinho e Vinícius - Sei lá... A vida tem sempre razão



Cien años del nacimiento de Vinícius de Moraes (19-10-1913). De nada adianta ficar-se de fora. / A hora do sim é o descuido do não. El viejo Vinícius de Moraes..., aquí lo tenemos con su inseparable Toquinho: "Yo qué sé... la vida tiene siempre razón"



SEI LÁ... A VIDA TEM SEMPRE RAZÃO

Tem dias que eu fico pensando na vida
E sinceramente não vejo saída.
Como é, por exemplo, que dá pra entender:
A gente mal nasce, começa a morrer.

Depois da chegada vem sempre a partida,
Porque não há nada sem separação.
Sei lá, sei lá, a vida é uma grande ilusão.
Sei lá, sei lá, só sei que ela está com a razão.

A gente nem sabe que males se apronta.
Fazendo de conta, fingindo esquecer
Que nada renasce antes que se acabe,
E o sol que desponta tem que anoitecer.

De nada adianta ficar-se de fora.
A hora do sim é o descuido do não.
Sei lá, sei lá, só sei que é preciso paixão.
Sei lá, sei lá, a vida tem sempre razão.


2 comentarios:

Paco Campos dijo...

Ay, aquella introducción que hace Vinicius de "Tarde en Itapoá",con Toquinho, en delicioso portuñol: "chupando una cachaçita", "vimos la terra a rodar"...!

Paco

El transcriptor dijo...

Me acuerdo, me acuerdo. Qué sabor el de esa cachacita...

Pedro