.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar GóngoraWie schwer es ist, die Schönheit zu begreifen! Günter Eich

viernes, 27 de febrero de 2015

Ná Ozzetti - João Valentão




JOÃO VALENTÃO

João Valentão é brigão
Pra dar bofetão
Não presta atenção
E nem pensa na vida
A todos João intimida
Faz coisas que até Deus duvida,
Mas tem seus momentos na vida...
É quando o sol vai quebrando
Lá pro fim do mundo
Pra noite chegar
É quando se houve mais forte
O ronco das ondas na beira do mar...
É quando o cansaço da lida da vida,
Obriga João se sentar...
É quando a morena se encolhe
E chega pro lado querendo agradar...
Se a noite é de lua,
A vontade é contar mentira
É se espreguiçar...
Deitar na areia da praia,
Que acaba onde a vista não pode alcançar...
E assim adormece esse homem
Que nunca precisa dormir pra sonhar,
Porque não há sonho mais lindo
do que sua terra, não há


Ná Ozzetti

De su álbum Show (2001)






(Ná Ozzetti en 2010. Fotografía: Acordes do Rádio)




2 comentarios:

Paco Campos dijo...

unha certa lembranza a Elis Regina


Paco

El transcriptor dijo...

pues, fíjate, tengo cuatro o cinco discos de Ozzetti, y hasta ahora no había pensado en Elis, no sé qué decirte.