.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar GóngoraWie schwer es ist, die Schönheit zu begreifen! Günter Eich

martes, 29 de diciembre de 2015

Toquinho e Vinicius - Blues para Emmett






Breve história de Emmett Louis Till:
Emmett Louis Till (25 de julho de 1941 - 28 de agosto de 1955) foi um menino negro originário de Chicago, Illinois, assassinado aos 14 anos de idade na pequena cidade de Money, Mississipi. Emmett assobiou para uma mulher branca chamada Carolyn Bryant, o que despertou a fúria irracional de seu marido, que dizia querer "dar uma lição" ao garoto e acabou matando-o de maneira cruel. Condenado e absolvido em seguida por um tribunal composto só por brancos, o assassino confessou o crime pouco depois a uma revista por 4 mil dólares, valendo-se da impossibilidade de ser indiciado novamente. O assassinato de Emmett gerou enorme repercussão nos Estados Unidos, contribuindo para o crescimento do movimento pelos Direitos Civis naquele país.



Blues para Emmett

Os assassinos de Emmett
(Poor mamma Till!)
Chegaram sem avisar
(Poor mamma Till!)
Mascando cacos de vidro
(Poor mamma Till!)
Com suas caras de cal
(Poor mamma Till!)

Os assassinos de Emmett
(Poor mamma Till!)
Entraram sem dizer nada
(Poor mamma Till!)
Com seu hálito de couro
E seus olhos de punhal

I hate to see
(I hate to see)
That evenin'sun go down
(That evenin'sun go down)

Os assassinos de Emmett
(Poor mamma Till!)
Quando o viram ajoelhado
(Poor mamma Till!)
Descarregaram-lhe em cima
(Poor mamma Till!)
O fogo de suas armas
(Poor mamma Till!)
Enquanto justificada
(Poor mamma Till!)
A mulher faz um guisado
(Poor mamma Till!)
Para esperar o marido
Que a mando seu foi vingá-la

I hate to see
(I hate to see)
That evenin'sun go down
(That evenin'sun go down)