.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar Góngora – ¡Qué difícil es entender la belleza! Günter Eich

jueves, 9 de febrero de 2017

Madredeus - O pomar das laranjeiras





O POMAR DAS LARANJEIRAS

Jurarei
Eterno amor
Saudades
A vida inteira
Ao nascer do sol
No pomar das laranjeiras

E se o dia
Não vier
Voltarei
De qualquer maneira
Só para te ver
No pomar das laranjeiras

É tão grande
O meu amor
Foi assim
Logo a primeira
Só será maior
No pomar das laranjeiras


Madredeus. Álbum: Existir (1990)

Letra y musica: Pedro Ayres Magalhães




No hay comentarios: