.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar Góngora – ¡Qué difícil es entender la belleza! Günter Eich

jueves, 10 de mayo de 2018

Vitorino - Cruel vento





CRUEL VENTO

Cruel vento, cruel vento,
Ah! Roubador maioral!
Derrubaste três igrejas,
Todas três em Portugal;

Desonraste três donzelas,
Todas três sangue real;
Mataste três padres missa
Antes do galo cantar.

Revestidos ao altar,
O cál’ce tinham na mão
E a hóstia por consagrar.
Cruel vento, cruel vento,

As fontes donde tu bebes,
Elas se hão-de turbar.
Os roubos que tu fizeste
À África irás pagar.

O navio donde tu fores
Se há-de ir a afundar.
Cruel vento, cruel vento,
Ah! Roubador maioral!

Vitorino

Del disco A Canção do Bandido (1995)

(Ao João Tafula)

Letra popular
Musica de Vitorino
Arranjo de Vasco Gil / Vitorino
Direcção musical de Vasco Gil



No hay comentarios: