.

.

.

el sabroso oficio / del dulce mirar Góngora – ¡Qué difícil es entender la belleza! Günter Eich

viernes, 16 de noviembre de 2018

Quinteto Maria João - Areias de Laga




Areias de Laga: poema de Eugênio de Andrade (adaptado)
Neste segundo album, gravado nos estúdios da RTP, surge acompanhada por Mário Laginha ao piano, Carlos Martins no saxofone, Carlos Vieira na bateria e David Gausden no baixo.

Música de Mário Laginha
Intérprete: Quinteto Maria João* (in LP “Cem Caminhos”, Orfeu, 1985, reed. Movieplay, 1991)


Areias de Laga

No teu ombro respiro.
Belos são os navios,
altos, estreitos.
Feliz, o meu rosto no teu.
Que luz sobre o teu peito!

No teu ombro respiro.
Belas são as areias
fulvas de verão.
Feliz, o meu rosto no teu.
Oh tão azul o mar na tua mão!

No teu ombro respiro.
Belos são os navios,
altos, estreitos.
Feliz, o meu rosto no teu.
Que luz sobre o teu peito!

No teu ombro respiro.
Belas são as areias
fulvas de verão.
Feliz, o meu rosto no teu.
Oh tão azul o mar na tua mão!

* Quinteto Maria João:
Maria João – voz
Carlos Martins – saxofone alto e saxofone tenor
Mário Laginha – piano
David Gausden – contrabaixo
Carlos Vieira – bateria
Arranjos – Quinteto Maria João
Gravado nos Estúdios Rádio Triunfo 1, Lisboa
Técnico de som – Moreno Pinto


Letra y datos en A Viagem dos Argonautas 





No hay comentarios: